Quando o artista britânico Banksy destruiu dramaticamente um de seus trabalhos durante leilão na semana passada, ele provavelmente multiplicou o seu valor, dizem especialistas. Alguns deles apontam que, depois da intervenção, o quadro pode valer o dobro do original.

Ninguém sabe como o misterioso artista conseguiu ativar o mecanismo escondido na moldura de 'Menina com Balão' na última sexta-feira, logo após venda da peça por 1 milhão de libras (1,4 milhões de dólares) na casa de leilões Sotherby's.

Não é a primeira vez que Banksy prepara um protesto contra o mercado da arte. Em uma ocasião, sem fazer qualquer anúncio, ele vendeu vários de seus quadros originais no Central Park por preços baixíssimos.

Para Thierry Ehrmann, presidente da Artprice, especializada em cotações do mercado da arte, o preço atual da obra está provavelmente acima dos dois milhões de euros.

"Essa é uma performance inspirada nos 'ready-made' de Marcel Duchamp", diz o especialista, referindo-se ao conceito criado pelo artista francês em 1915, quando expôs como arte uma série de objetos comuns ligeiramente modificados. "Banksy nos lembra que, mesmo dentro de uma prestigiosa casa de leilões, sua arte é efêmera", acrescenta Ehrmann.

O jornalista francês Mikaël Faujour, da revista Artension, diz que o artista errou ao pensar que destruindo o seu trabalho estaria prejudicando os 'capitalistas' que o adquiriram. "Os restos dessa destruição se preenchem com novo significado, novo valor, que aumentam seu valor financeiro", disse.

"Banksy não quis destruir sua obra completamente", disse Arnaud Oliveux, especialista da casa de leilões parisiense Arcurial."Fazendo isso, seu trabalho se tornou algo mais, algo icônico, graças também ao burburinho nas redes sociais", completou.

Os especialistas concordam que essa autodestruição foi um 'golpe bem feito', embora ainda existam muitas incógnitas.

Para o especialista Harry Bellet, do jornal Le Monde, provavelmente havia pessoas trabalhando com Banksy na sala do leilão. Outros especialistas dizem que o próprio Banksy poderia ter sido o vendedor ou comprador.

Há também questionamentos em relação à trituradora que foi instalada na moldura do quadro, conforme vídeo publicado pelo artista em suas redes sociais. Alguns críticos suspeitam que o mecanismo deveria ter sido descoberto, já que esses trabalhos são frequentemente submetidos a múltiplas análises para garantir que não sejam danificados.