Projeto incentiva mulheres à escolha pelo parto normal

viver_bem_unimed_parto_adequado

É chegada a grande hora, após semanas se preparando e esperando o bebê, a mamãe, enfim, entra em trabalho de parto

Divulgação

 

É chegada a grande hora, após semanas se preparando e esperando o bebê, a mamãe, enfim, entra em trabalho de parto. Esse é um momento muito esperado pelas mulheres e a escolha do tipo de parto é uma das decisões que deve ser tomada ao longo da gravidez.

De acordo com dados do Ministério da Saúde, desde 2010 o número de cesarianas na rede pública e privada não cresceu no país, caindo 1,5 pontos percentuais em 2015. As estatísticas apontam que dos 3 milhões de partos realizados no Brasil, 55,5% foram cesáreas e 44,5% partos normais. Analisando apenas os partos no Sistema Único de Saúde (SUS), a situação é contrária, ou seja, o número de partos normais foi de 59,8% contra os 40,2% das cesarianas.

Para incentivar as mulheres ao parto normal, o Ministério da Saúde criou as diretrizes de assistência para o parto normal, isto é, a partir de agora, toda mulher tem o direito de definir seu plano de parto com informações sobre o local onde será realizado, orientações e benefícios do procedimento. A medida tem como objetivo empoderar as mulheres no processo de decisão da escolha do método para o parto.

banner_unimed

Saiba mais AQUI

Publicidade

            A Unimed São José dos Campos já está participando do projeto Parto Adequado, uma iniciativa desenvolvida pela Agência Nacional de Saúde (ANS), pelo Instituto for Healthcare Improvement (IHI) e pelo Hospital Albert Einstein, com o apoio do Ministério da Saúde. O projeto visa melhorar as práticas obstétricas no país e reforçar a preocupação quanto à realização de cesáreas desnecessárias, sensibilizando as gestantes e profissionais da saúde para evitarem o parto agendado.

O parto normal traz diversos benefícios para a mãe e o bebê, pesquisas apontam que durante a passagem da criança pelo canal vaginal, o bebê entra em contato com bactérias naturalmente presentes nessa área do corpo, auxiliando no fortalecimento do sistema imunológico e prevenindo o desenvolvimento de alergias e outros problemas de saúde no futuro. Além disso, o parto normal favorece o ritmo cardíaco, fluxo sanguíneo e maturação pulmonar da criança. E para as mamães, o procedimento diminui o risco de infecção, facilita na produção de leite materno, o útero volta ao tamanho normal mais rapidamente e aumenta os laços sentimentais entre mãe e filho.

E lembrando sempre, que o passo mais importante para um parto normal é fazer o pré-natal e conversar muito com o seu médico para sanar todas as dúvidas e discutir as melhores maneiras de como será o nascimento do seu filho.

 www.unimedsjc.coop.br