A manutenção de hábitos saudáveis e vida social ativa garantem bem-estar na terceira idade; exercícios físicos são considerados primordiais

viver_bem_unimed_terceira_idade

Qualidade de vida significa manter o bem-estar físico, psíquico e usufruir de boas relações sociais

Divulgação

Até bem pouco tempo atrás, envelhecer quase que obrigatoriamente significava ter uma qualidade de vida precária, principalmente pelos danos físicos acarretados pelo passar dos anos. Felizmente, esse conceito tem se alterado rapidamente nas últimas décadas, já sendo possível afirmar que a terceira idade é um dos melhores momentos para curtir a vida.

            Mas antes de falarmos sobre como chegar à terceira idade com qualidade de vida, primeiro é bom entendermos o significado do termo. Na verdade, a qualidade de vida engloba diversos fatores e não somente os aspectos físicos. Ter qualidade de vida significa manter o bem-estar físico e também psíquico, além de usufruir de boas relações sociais, ter bom nível de independência e manter-se ativo.

            Atualmente, a Organização Mundial de Saúde recomenda a importância de se “adicionar saúde aos anos” das pessoas. Isso quer dizer que o importante não é apenas a longevidade em si, mas sim a qualidade de vida alcançada na terceira idade. E para chegar lá, alguns cuidados básicos devem ser observados.

            Segundo o médico Geriatra Aurélio Tucci, cooperado da Unimed-SJC, a atividade física está entre as principais medidas a serem adotadas por quem quer manter a qualidade de vida na terceira idade. Ele conta que os exercícios aeróbicos, o alongamento e as atividades que estimulam o equilíbrio e o fortalecimento são os mais recomendados. “Podemos dizer que a atividade física é o grande elixir da longevidade”, explica.

            Tucci também enfatiza a importância da manutenção de uma vida socialmente ativa. Segundo ele, os idosos com mais relações sociais costumam gozar de maior bem-estar, além de adoecerem menos. “Trabalhar voluntariamente ou frequentar lugares onde é possível interagir com outras pessoas, pode ter um efeito benéfico imenso na saúde”, completa Tucci.

            Outras medidas também consideradas muito importantes para se manter a qualidade de vida na terceira idade é adotar uma alimentação saudável e realizar periodicamente os exames médicos preventivos. O acompanhamento de um médico geriatra também é bastante importante.

banner_unimed

Adquira já seu plano:clique aqui

Publicidade

Dessa forma, com o aumento da expectativa de vida e a adoção de certos cuidados com a saúde física e psíquica, as chances de se chegar à terceira idade com boa qualidade de vida aumentam consideravelmente. O bem-estar, aliado à experiência acumulada, pode garantir uma vida bastante feliz e proveitosa na velhice.

Portanto, não espere o tempo correr e adote um estilo de vida saudável desde agora. O resultado poderá ser o acréscimo de muito mais “saúde aos seus anos”.

www.unimedsjc.coop.br