Três capivaras morreram nos últimos trinta dias no Parque da Cidade Roberto Burle Marx em São José dos Campos. Munícipes afirmam ter avistado o corpo de uma delas boiando no lago no último domingo (11) e levantaram um debate nas redes sociais.

O músico e produtor cultural Ari Pereira, 43 anos, conta que estava passeando no parque na manhã de domingo com sua família quando avistou o animal morto. Ele relata que conversou com funcionários do parque que disseram já ter retirado o corpo de outra capivara no dia anterior.

“Estava eu e meus filhos, eles até comentaram que a capivara devia ter morrido a pouco tempo porque não sentimos nenhum cheiro [...] Algo de estranho está acontecendo no lago, porque duas capivaras morreram neste final de semana e alguns amigos viram peixes mortos também”, relata Ari.

Os munícipes questionaram a qualidade da água por conta das mortes dos animais. Alguns estranharam a presença de canos nas margens do lago. Nos relatos, não houve queixas de mau cheiro.

A prefeitura de São José confirmou que foi registrado três mortes de capivara num período de um mês “[...] provavelmente causadas por ataques entre os próprios animais do bando”. Disse também que os canos são drenos do espelho d’água da Residência Olivo Gomes para evitar o transbordamento. Questionada, a prefeitura não comentou sobre um possível problema na água do lago.