Prefeitura Taubaté

Foram apresentados valores de gastos com sete secretarias

Arquvio/Meon



Durante a audiência pública para debate sobre o projeto da LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias), realizada na última segunda-feira (10), a Prefeitura de Taubaté anunciou que a previsão para a arrecadação do município seja de R$ 1,129 bilhão em 2020. A estimativa é maior do que a feita para o ano de 2019 que foi de R$ 1,07 bilhão.

Esta foi a primeira reunião entre prefeitura e câmara municipal. Nesta quarta-feira (12), das 9h às 14h, e sexta (14), entre as 9h e 18h, acontecem outras reuniões para continuar a discussão da LDO.

Na primeira reunião, estiveram presentes representantes das secretarias de Finanças, do Governo, Inovação, Mobilidade Urbana, Desenvolvimento e Inclusão Social, Meio Ambiente e Educação que apresentaram as despesas previstas para o próximo ano.

Durante a primeira parte do encontro, a secretária de Finanças, Odila Sanches, indicou que a pasta deve consumir R$ 83 milhões do planejamento orçamentário. Já a secretaria do Governo terá um acréscimo nas despesas devido à incorporação do Departamento de Frotas. O valor estimado é de R$ 24 milhões.

A secretaria de Inovação terá um orçamento de R$ 2,4 milhões para 2020, a secretaria de Mobilidade Urbana terá R$ 21, 2 milhões, a secretaria de Desenvolvimento estima ter R$ 48,5 milhões e de Meio Ambiente, com R$ 1,6 milhão. O maior orçamento apresentado na primeira reunião foi para a secretaria de Educação com R$ 361,8 milhões de despesas previstas. Já a Câmara Municipal deve consumir 3,05% do orçamento, cerca de R$ 34 milhões.

A LDO deve ser votada antes do recesso do meio do ano, que acontece em julho.