A Embraer anunciou na manhã desta segunda-feira (11) os resultados do quarto trimestre de 2018.  Ao longo do ano passado, a empresa brasileira entregou um total de 181 jatos, dos quais 90 foram comerciais e 91 foram executivos (sendo 64 leves e 27 grandes).

O volume de entregas para a aviação comercial ficou dentro da estimativa de 85 a 95 jatos comerciais, enquanto a aviação executiva ficou abaixo da previsão de 105 a 125, como divulgado pela companhia em recente encontro com investidores e analistas na Bolsa de Valores de Nova York (NYSE).

No quarto trimestre de 2018, a Embraer entregou 33 jatos comerciais e 36 jatos executivos (24 leves e 12 grandes). Em 31 de dezembro, a carteira de pedidos firmes a entregar totalizava USD 16,3 bilhões.  Entre eles, há pedidos da companhia aérea Azul que prevê entrega de 21 jatos E195-E2; da American Airlines espera 15 jatos E175, e da Republic Airways, 100 jatos E175,  que também inclui o direito de compra de 100 jatos E175 adicionais.

Em relação ao mercado de aviação executiva, a Embraer lançou no quarto trimestre os novos modelos de jatos executivos Praetor 500 e Praetor 600, oferecendo autonomia de voo sem precedentes para as categorias midsize e super-midsize. A certificação e entrada em serviço do Praetor 600 é esperada para o segundo trimestre de 2019, seguido do Praetor 500 no terceiro trimestre. 

Defesa

Na área da Defesa, a Embraer destacou o recebimento do Certificado de Tipo para o avião de transporte multimissão KC-390 da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) e o sucesso nos testes de desembarque de tropas, evacuação pelas escotilhas e evacuação pelas portas dianteiras e traseiras do avião.