bebe_2

Fabiana Botelho e Valdemir Gomes com o bebê Samuel e seus pais 

Divulgação/PM

Um bebê de apenas dezesseis dias foi salvo pela Polícia Militar na tarde desta quinta-feira (12), no parque das Rodovias, em Lorena. O pequeno Samuel ficou cerca de cinco minutos sem respirar e só voltou ao normal após processo de reanimação realizado pela policial Fabiana Botelho.

O pai do bebê, Clailson Francisco, diz que Samuel parou de respirar por volta das 17h. Segundo ele, o menino chorava sem parar e não conseguia inflar os pulmões. 

“Quando olhamos, as perninhas estavam ficando roxas pela falta de ar. Na hora entramos em desespero e decidimos correr para o hospital mais próximo” diz Clailson.

No caminho, os pais se depararam com uma viatura da Polícia Militar e pararam para pedir socorro. A policial saiu da viatura para aplicar procedimento de reanimação na criança. Ela diz que foram cerca de 5 minutos, inicialmente sem resultado.

“Foram cinco minutos tentando reanimar o bebê, decidimos então leva-lo ao pronto–socorro.Naquele momento só pensava em pedir a Deus para que ele sobrevivesse”, diz a policial.

O bebê só reagiu no momento da chegada ao hospital. De acordo com a médica que atendeu o caso, o procedimento de reanimação realizado na viatura foi a diferença entre a vida e a morte de Samuel.

“Se não tivéssemos encontrado os policiais no caminho não teríamos este final feliz como estamos tendo agora.” diz o pai de Samuel.

Presente

Para a Fabiana, que completa 10 anos de carreira militar em abril, salvar o bebê foi um presente. “Foi muito gratificante! Foi um presente para mim, que completo 10 anos de profissão ainda neste mês.”

A criança ficou em observação e passou por procedimentos médicos, de acordo com o pai, nesta sexta-feira (13), ele será avaliado por médicos especialistas.

bebe_3

Bebê Samuel, de apenas 16 dias 

Arquivo pessoal/ Clailson Francisco