cratera_zona_sul_sjc_foto_pmsjc

Cratera foi aberta no dia 7 de janeiro após rompimendo de galerias

Divulgação/PMSJC

Após mais de dois meses aberta, a Prefeitura concluiu nesta quinta-feira (14) a aterragem da cratera que abriu na rua Felisbina de Souza Machado, no Jd. Imperial, zona sul de São José dos Campos. A erosão surgiu após rompimento da rede coletora de esgoto e  o mesmo problema com a galeria de águas pluviais.

Apesar de o buraco ter sido tapado, seis famílias permanecem fora de suas casas por orientação da Defesa Civil. De acordo com a Prefeitura, a estabilidade do terreno será monitorada nos próximos dias.

As famílias só poderão retornar para suas residências depois que for concluído o serviço de asfaltamento da via. Os trabalhos, no entanto, terão início após resultado da avaliação de segurança do local.

De acordo com a secretaria de gestão habitacional e obras, a Prefeitura dará início na semana que vem a construção de uma nova galeria de água paralela à existente. O prazo de término é de 90 dias a contar da ordem de serviço.

Cratera no Jd. Satélite

Ainda na região sul de São José, uma cratera se abriu na rua Lira depois de fortes chuvas atingirem a cidade. A Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) consertou a tubulação de esgoto e aterrou uma parte do buraco. Na última semana, a Urbam (Ubanizadora Municipal) deu continuida aos trabalhos que consistem no fechamento do mesmo, construção de contenção e refazer o asfalto do trecho da via danificado.