O presidente da República, Jair Bolsonaro, voltou a criticar o presidente francês, Emmanuel Macron. Pelo Twitter, Bolsonaro disse lamentar que a França tenha afirmado que o presidente do Brasil mentiu ao afirmar seus compromissos com o meio ambiente durante o encontro do G-20 ocorrido em junho.

Bolsonaro também disse que Macron divulgou uma de uma antiga queimada na Amazônia com o objetivo de "potencializar o ódio contra o Brasil por mera vaidade".

O presidente se refere a um tuíte de Macron publicado na quinta-feira, 22, no qual o francês usou uma imagem de 1989 para lamentar as queimadas que afetam atualmente a floresta amazônica.

"Lamento a posição de um chefe de Estado, como o da França, se dirigir ao PR brasileiro como "mentiroso". Não somos nós que divulgamos fotos do século passado para potencializar o ódio contra o Brasil por mera vaidade. Nosso país, verde e amarelo, mora no coração de todo o mundo", escreveu Bolsonaro.

O presidente do Brasil ainda referiu-se a si mesmo como "chefe de uma das maiores democracias do mundo" e desejou "ao povo francês paz e felicidades".