Samu começa a funcionar de forma integrada com a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros: iniciativa pioneira no Estado garante rapidez no atendimento

samu_019_claudio_vieira

Samu realiza atendimentos em residências, locais de trabalho e vias públicas

Cláudio Vieira / PMSJC


Noite de sexta-feira. Diversão, bebida alcoólica, embriaguez ao volante... acidente! Minutos depois, a polícia recebe chamado telefônico. As pessoas que assistem à cena, preocupadas, ligam também para o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e Corpo de Bombeiros. Não demora muito para três viaturas diferentes chegarem ao local. As vítimas, entretanto, sofreram apenas escoriações. Nada grave. 

A situação é imaginária, mas ilustra bem o que acontece em cidades sem serviço de emergência integrado. Evita-se, portanto, a duplicidade de atendimentos por órgãos diferentes (e a falta de assistência em alguns casos).
Em São José dos Campos, o Samu começou a funcionar de forma integrada ao Copom (Centro de Operações da Polícia Militar) e ao Cobom (Centro de Operações do Corpo de Bombeiros). O município passou a ser a primeira cidade paulista a ter um sistema unificado desses serviços.

A união dos serviços ainda tinha como objetivo agilizar e melhorar o atendimento aos usuários, já habituados a pedir socorro pelo 190, telefone da Polícia Militar. Essa simplificação é um dos eixos da atual gestão. Compartilhar recursos e dar mais eficiência aos serviços prestados são outros compromissos.

anuncio_h1n1_meon_2

Vacinação contra gripe H1N1

Publicidade

Serviço

O Samu realiza atendimentos em residências, locais de trabalho e vias públicas. A coordenação é da Consavap (Consórcio Intermunicipal de Saúde do Alto Vale do Paraíba). O atendimento inclui as cidades de São José dos Campos, Jacareí, Monteiro Lobato, Igaratá, Santa Branca, Caçapava, Jambeiro e Paraibuna.

A central de regulação de urgências do Samu é uma estrutura física equipada com recursos tecnológicos e constituída por profissionais médicos, técnicos auxiliares de regulação médica e rádio-operadores capacitados em regulação dos chamados telefônicos que demandam orientação e/ou atendimento de urgência e emergência.

Até ir para a sede da Polícia Militar,a central de regulação do Samu funcionava no mesmo prédio do COI (Centro de Operações Integradas), no antigo prédio da Câmara Municipal, na região central de São José.

Saiba mais em: www.sjc.sp.gov.br 

Siga-nos também nas redes sociais:

https://www.facebook.com/PrefeituraSJC/

https://www.instagram.com/prefeiturasjcamposoficial/