A política e filha do ex-presidente Alberto Fujimori, ela foi detida quando se apresentou a um promotor para prestar depoimento

A líder de oposição peruana e filha do ex-presidente Alberto Fujimori, Keiko Fujimori, foi presa no Peru na quarta-feira 10, informou sua advogada Giuliana Loza. Segundo a advogada, ela foi detida como parte da investigação que analisa a suposta lavagem de dinheiro em sua campanha presidencial de 2011.

Giuliana relatou que Keiko se apresentou para prestar depoimento ao promotor chefe do caso e então foi presa. Atualmente, o time de procuradores busca definir a origem de diversas contribuições não declaradas, de valores altos, à campanha de Keiko.

Ela é a segunda de sua família a ser presa no último mês. Um juiz recentemente ordenou que seu pai, Alberto Fujimori, volte à prisão para terminar o cumprimento de uma sentença por abusos de direitos humanos. Ele havia recebido um perdão médico no ano passado, concedido pelo ex-presidente Pedro Pablo Kuczynski.