Dois comitês da Câmara dos Representantes intimaram o Deutsche Bank e outras instituições financeiras não identificadas, como parte de uma iniciativa de democratas de investigar os interesses financeiros do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

As intimações do Comitê de Inteligência e do Comitê de Serviços Financeiros, ambos liderados por democratas, vieram dias antes da esperada divulgação de um relatório do conselheiro especial Robert Mueller sobre a interferência russa na eleição presidencial americana de 2016 e eventuais ligações com a campanha de Trump.

Em comunicado, o Deutsche Bank disse estar "engajado num diálogo produtivo" com ambos os comitês da Câmara.

Trump nega ter cometido irregularidades e classifica as investigações, que deputados democratas iniciaram em fevereiro, como "perseguição presidencial". Fonte: Dow Jones Newswires.