No terceiro jogo em casa pelo Paulista da Série A-2, o Taubaté amargou a primeira derrota e deixou a vice-liderança do campeonato. Na manhã deste domingo, o Linense jogou melhor e soube virar o placar no Joaquinzão, ganhando por 2 a 1.

O Taubaté contou com a esperada volta do experiente meia Ricardinho, fisicamente recondicionado. No entanto, ficou sem o atacante Caio Mancha, vetado por contusão. Na vaga entrou Eduardo,  o artilheiro do time na Copa Paulista do ano passado.

Com os dois times utilizando uma linha de três zagueiros e soltando os dois alas, o Linense surpreendeu o Taubaté. Atacando desde o início, levou o time taubateano a depender de contragolpes para criar ações ofensivas.

Aos 5 minutos, o time visitante quase abriu o placar. O ala Gedeílson chegou a passar pelo goleiro Rafael Roballo, que saiu para fechar o ângulo. Na finalização, o volante Moradei surgiu na cobertura e evitou a passagem da bola.

Mostrando a resistência defensiva que tem caracterizado o time no campeonato, o Taubaté foi procurando caminhos no ataque e finalmente conseguiu um primeiro chute a gol com perigo. Aos 35, Eduardo bateu no canto esquerdo e o goleiro Igor teve trabalho.

Os linenses ainda tiveram uma outra grande chance de gol, aos 40, mas o atacante Raul falhou ao concluir a jogada com a defesa taubateana já deslocada.

Antes do final do primeiro tempo, o volante linense Diego Silva sofreu uma contusão com fratura no rosto. A ambulância foi levar o jogador ao hospital e o jogo ficou interrompido por 18 minutos. O time visitante já havia perdido o zagueiro João Paulo, substituído por contusão muscular.

Gol e virada

O Taubaté voltou do intervalo querendo assumir o controle do jogo. Pressionando, descolou um escanteio e abriu o placar em um escanteio, aos 4 minutos. Erik cobrou da direita, o zagueiro Cesinha subiu na altura da marca do pênalti e mandou uma cabeçada para baixo, no canto direito. O goleiro ainda chegou a tocar na bola.

Instigado, o Linense foi buscar o empate também em lance aéreo e de bola parada, aos 19 minutos. Thiago Humberto levantou uma falta e Diego Felipe, sem a devida marcação, acertou uma cabeçada no canto esquerdo.

O Taubaté sentiu o gol e os visitantes viraram o placar, aos 26. Thiago Humberto acionou Vinícius Silva que cruzou da ponta esquerda. Fechando pelo outro lado, o ala Gedeílson finalizou.

Sem alternativa, o Taubaté foi a frente, mas pouco conseguiu contra a bem posicionada equipe de Lins. Assim, o resultado de 2 a 1 acabou mantido até o final dos acréscimos.

No estádio Joaquim de Morais Filho, onde o Taubaté não perdia um jogo há pouco mais de um ano, 1.579 pagantes proporcionaram a renda de R$ 26.378,00. No mesmo local será a próxima partida, quarta-feira, às 20h, recebendo o Atibaia.

Os times

O Taubaté, do técnico Marcelo Martelotte, atuou com: Rafael Roballo; Henrique, Cesinha e Samuel; Jean (Lima 26´/2º), Moradei (Claudinho 35´/2º), Elivelton, Ricardinho e Erik; Juninho e Eduardo (Jeffinho 16´/2º).

O Linense, do técnico Júlio Sérgio, atuou com: Igor; Magno, João Paulo (Felipe 24´/1º) e Wellington (Franco 21´/2º); Gedeílson, Diego Silva (Diego Felipe 39´/1º), Kássio, Henrique e Vinícius Silva; Thiago Humberto e Raul.

A equipe de arbitragem contou com: Ilbert Estevam da Silva (árbitro), Fabrício Porfírio de Moura (assistente 1), Paulo Cesar Modesto (assistente 2), Rodrigo Santos (quarto árbitro) e Newton dos Reis Barreira (analista de campo).

cs_045

Na foto (de Bruno Castilho/EC Taubaté), Cesinha cortando um ataque do Linense.