No primeiro jogo em casa, o Taubaté recebe o Votuporanguense, neste sábado, às 15h e precisa vencer para ter a certeza de que entrará na zona de classificação do Paulista da Série A-2. Depois de estrear empatando em Osasco, recebe um adversário que amargou um resultado dos mais negativos na rodada de abertura, porque foi goleado diante do seu público.

O campeonato tem os 16 times se enfrentando em um turno único de 15 rodadas e disputando oito vagas no mata-mata das quartas de final. Depois, no afunilamento, os dois finalistas subirão ao Paulistão 2021. Também haverá uma corrida contra o risco de rebaixamento que mandará os quatro piores à Série A-3.

A rodada de abertura foi realizada na quarta-feira e seis times já largaram com três pontos somados. Juventus, Monte Azul, Portuguesa, Penapolense, Sertãozinho e São Bernardo venceram em suas partidas. O Atibaia e o Red Bull, de um empate por 2 a 2, completam a zona de classificação pelo número de gols marcados.

O Taubaté, que em Osasco empatou com o Audax por 1 a 1, também somou um ponto e pelo número de gols marcados a nona colocação com o time osasquense. São Caetano, Portuguesa Santista, São Bento de Sorocaba, Rio Claro, XV de Piracicaba e Votuporanguense sofreram derrota e ainda estão zerados na pontuação.

O time

Em Osasco, o técnico Ivan Izzo escalou o Taubaté com: William; Ynaiã, Dogão, Maurício e Denis Neves; Elivelton, Boquita e Chumbinho; Quirino, Rodriguinho e Ermínio. Uma formação bem ofensiva, com dois meias e três atacantes.

No segundo tempo, aos 13 minutos, Denis Neves saiu contundido e o volante Marcos Antonio entrou improvisado porque o reserva imediato Malcoon não estava relacionado entre os reservas. Minutos depois, aos 16, o zagueiro Maurício foi expulso e o reserva Rafael Castro entrou no lugar do atacante Rodriguinho para recompor a linha defensiva. Mais adiante, a terceira troca foi entre atacantes, com Maykinho por Quirino.

Agora, contra o Votuporanguense, Rafael Castro permanecerá no lugar do suspenso Maurício e Malcoon deverá estrear como substituto de Denis Neves. Outra novidade virá no banco de reservas, com David Batista reaparecendo de contusão e depois de ter sido titular em alguns dos jogos-treinos da pré-temporada.

O adversário

O Votuporanguense vem de uma estreia desastrosa, pois acabou goleado em casa pelo Juventus, por 4 a 0. Falhas individuais foram comprometedoras ainda no primeiro tempo, pois o adversário abriu 2 a 0 e ficou em situação confortável.

Em Votuporanga, o técnico Marcelo Henrique dirigiu a seguinte formação: Edson Kölln; Genilson (Pedro Bertoluzo), Lula, Eduardo Moura e Cesar (Ricardinho); Jean Henrique, Vitor Braga e Alvinho; Kaíque (João Marcos), Everton e Tom.

No estádio Joaquim de Morais Filho, a equipe de arbitragem terá: Cesar Luiz de Oliveira (árbitro), Thiago Henrique Almeida Alborghetti (assistente 1), William Trufelli Malaquias (assistente 2), Rodrigo Gomes Paes Domingues (quarto árbitro) e Newton dos Reis Barreira (avaliador de campo).

cm_905

Na foto (de Caíque Toledo/EC Taubaté), o time taubateano, em Osasco, durante o Hino Nacional.