Com a melhor campanha geral da competição, o São José Rugby conquistou o direito de jogar em casa na decisão do título do Campeonato Paulista. E o jogo único da final já está confirmado para sábado, às 15h, no estádio Martins Pereira.

O São José irá enfrentar o Poli, no próximo sábado, 16, pela decisão do Campeonato Paulista XV. O duelo tradicional, que pela primeira vez na história irá decidir o torneio estadual, será no estádio Martins Pereira, em São José dos Campos, às 15h.

Maior campeão da história do Campeonato Paulista XV, o São José Rugby vai em busca do décimo segundo título estadual. Os joseenses chegam a decisão invictos, com oito vitórias, em oito jogos, após superar o Pasteur, na semifinal, por 33 a 14. Com cinco tries cada, Rodrigo Lopes e Diogo Borges tem sido os destaques da equipe.

“Passamos o ano inteiro com o objetivo de formar um time e chegar às finais do Paulista. E o time cresceu muito durante o campeonato, fomos ganhando os jogos e tivemos a competência de chegarmos a decisão invictos. Mas isso é uma coisa que não nos engrandece, que não nos torna melhor do que ninguém. Apenas soubemos trabalhar e tratamos todos os jogos como uma final”, destaca o técnico do São José, ​Duda​ Padil ​l​ a.

Atual dono do troféu de campeão paulista, o Poli, rival da decisão, vai em busca do bicampeonato estadual. Com sete vitórias, em oito jogos, os paulistanos venceram o Jacareí para chegar a grande decisão, por 21 a 18, em jogo de muito equilíbrio. Autor de seis tries na competição, João Pedro Talamini é o grande nome da equipe até aqui.

No primeiro encontro

Na primeira fase, em duelo espetacular, os joseenses levaram a melhor sobre os paulistanos, e venceram por 27 a 25, em São José dos Campos. Na partida, os visitantes chegaram a abrir 16 pontos de vantagem, porém, os donos da casa não se entregaram e conquistaram uma virada espetacular, decretada após try de Alisson.

“Nossa vitória contra o Poli na primeira fase foi muito importante, já que eles como atuais campeões vieram como o time a ser batido, com diversas contratações. Apesar disso, a responsabilidade ainda é total deles, nós viemos correndo pelas beiradas, desacreditados, e assim preferimos continuar, pra chegar forte nessa final”, analisou Padil ​l​ a.

Além do jogão decisivo, o Martins Pereira também receberá caixas para a doação de agasalhos, assim como aconteceu no último sábado, na disputa da semifinal, no CT Ange Guimerá. A ação faz parte da campanha do agasalho, promovida pela CCR Nova Dutra, parceira do São José Rugby.

cx_849

​Na foto (de Fábio Lapa/São José Rugby), uma descida joseense na semifinal contra o Pasteur.