Na terceira rodada do Camponato Paulista de Rugby da Série A, dois jogos foram disputados no dia 6 e os outros dois, no sábado que passou. Líderes, São José e Jacareí venceram suas respectivas partidas na primeira data e ficaram na expectativa dos resultados dos concorrentes.

Em São Paulo, a Poli deu nova demonstração de força ao fazer o placar de 73 a 3 no SPAC. Em São Bernardo do Campo, o Pasteur confirmou o favoritismo marcando 93 a 3 no time da casa, o Templários.

Sobre as partidas de sábado passado, confira o material enviado pela assessoria de Imprensa da Federação Paulista de Rugby.

No CEPEUSP, a Poli encontrou dificuldades diante de um pack muito forte que conteve os principais avanços do time da casa e conseguiu manter a partida disputada na intermediária. Mas aos poucos, os atuais campeões começaram a impôr seu ritmo e os pontos saíram, contando ainda com a exclusão de André “Boy” por 10 minutos, capitalizando rapidamente com de Wet em boa infiltração após jogo de fases na direita.

Ainda em vantagem numérica, Muller ampliou 5′ depois com um chute por cima da defesa adversária, apoiando sem dificuldades, e deu mais tranquilidade para a Poli, que apesar de não conseguir dominar totalmente a partida, era dona das principais chances.

A única boa chegada do SPAC foi com um lineout seguido de maul que deixou a equipe perto dos 5m, mas teve que se contentar com um penal de Hideo. A resposta veio em dose dupla, com Beukes e Ariel cruzando o ingoal e fechando o primeiro tempo.

Memé ampliou para a Poli na ponta logo no início do segundo tempo, e com a expulsão de Boy aos 13′, o trabalho da Poli ficou mais fácil, ampliando rapidamente com Salvi e Jeff em menos de cinco minutos. Com mais espaço para o jogo aberto, a Poli optou por manter o jogo corrido mesmo nas penalidades e nos vinte minutos finais, voou para mais 4 tries, com destaque para corrida magistral de De Wet saindo dos seus 22m.

cr_132

No ABC

Em São Bernardo, o Pasteur mostrou a que veio no primeiro minuto, com Maihara anotando logo no início, com Raj ampliando aos 5′ e Pilla aos 18′. O Templários se refez dos golpes iniciais e passou a defender melhor mas passando a metade do primeiro tempo, só deu Galo com mais cinco tries de Ronaldo em duas oportunidades, Diegão, Devon e Thomas, representando os avançados, justamente em cima do ponto forte do adversário. A resposta do Templários veio se limitou a um chute de Mauazinho, fechando a etapa em 50 a 3 para os visitantes.

No segundo tempo, o Templários mostrou melhoras na defesa e impediu o Pasteur de ampliar a contagem, mas a insistência dos Galos deu resultado e a partir dos 18′ quando Varejão finalmente encontrou o caminho para o ingoal, se seguiram outros 5 tries que deixaram a torcida visitante em festa fechando o melhor desempenho dos Galos no ano, um indiscutível 93 a 3, 15 tries de dez jogadores diferentes, mostrando a versatilidade do elenco francês.

Na próxima rodada, no dia 27, começa a metade final da fase de classificação e a briga pelos primeiros lugares e para fugir do rebaixamento vão começar pra valer. Em Jacareí, o time da casa recebe a Poli (com transmissão ao vivo pela TV NSports) na reedição da final de 2017, enquanto o Pasteur recebe o São José em uma das maiores rivalidades do país.

O campeonato

Os oito times estão se enfrentando em turno único. Os quatro melhores avançarão às semifinais, o último será rebaixado e o penúltimo disputará o uma reescagem contra o vice-campeão da divisão de acesso. A classificação está assim:

cr_130
Na foto (de Denys Flores/Federação Paulista de Rugby), De Wet, destaque da Poli, em arrancada contra o SPAC.