A Corrida da Virada, que no último dia do ano fecha o calendário esportivo de São José dos Campos, já está recebendo inscrições. Os organizadores estimam mais de 1.400 participantes e estimulam os que ainda estão em dúvida.

Dezembro chegou e aquela promessa de adotar hábitos mais saudáveis ainda não saiu do papel? Uma boa forma de colocar essa resolução em prática é aproveitar os últimos dias do ano para, literalmente, correr atrás deste prejuízo. Ainda dá tempo de fechar 2018 cruzando a linha de chegada da Corrida da Virada, que acontece no dia 31, em São José dos Campos.

A prova, uma das mais tradicionais da cidade, marca o fim do calendário esportivo de São José e reúne atletas em um clima de celebração. Em sua 8ª edição, a Corrida Joseense tem largada prevista para às 7h30, com percursos de 5 km e 15 km na avenida Teotônio Vilela (Fundo do Vale).

De acordo com o mestre em preparação física Clayton Gomes, da equipe ‘300 Thriatlon’, ainda dá tempo de se preparar. Ele ressalta que o segredo para quem está há muito tempo no sedentarismo é começar devagar.

“É uma questão bastante pessoal. Primeiro, o importante é ter uma avaliação médica. Caso o check-up esteja em dia, o atleta precisa começar aos poucos, com caminhadas que podem ir se intensificando com o passar do tempo, até que o corpo esteja mais preparado. Desta forma, a gente evita as lesões e o cansaço físico exacerbado, o que vai dificultar bastante este início”, afirma.

Após uma primeira semana de adaptação, o professor recomenda treinos intervalados durante quatro dias por semana. De acordo com ele, neste período o aluno deve ter como meta o percurso percorrido durante a prova.

“Para um aluno que viesse me procurar com este objetivo, eu daria um treino de quatro dias por semana. Minha sugestão é que a segunda-feira seja reservada para rodagem, percorrendo uma distância próxima da prova. Após um descanso na terça, a quarta-feira seria para um treino com distâncias fracionadas. Minha sugestão é de ‘tiros’ de 500 metros intervalados com caminhadas de 500 metros. A distância pode variar de acordo com a resistência do aluno”, diz.

“Já para a sexta, eu sugiro um trote mais leve, apenas para soltar o corpo. No sábado, o treino passaria por um simulado, na mesma distância que o aluno pretende realizar a prova. Claro que ajustes podem ser feitos, já que este plano depende do condicionamento de cada um”, conclui.

Prova e inscrições

A HL Eventos, empresa organizadora da Virada Joseense, espera reunir atletas de diferentes regiões do país para bater o recorde de público da prova, que aconteceu na edição passada. À época, 1.400 atletas participaram do evento.

“A Virada é uma prova que a cada ano vem superando as expectativas de público, é uma competição que está ficando mais conhecida no interior do estado, São Paulo e região metropolitana, Minas e Rio. Acredito que a localização de São José, próxima ao litoral, Dutra, saída para o Rio, montanha também favorecem à participação do pessoal que vem de fora da cidade. Os relatos de quem participa pela primeira vez geralmente são bastante positivos”, afirma o diretor da HL Eventos, Luiz Lobo.

As inscrições para correr na Virada Joseense já estão abertas. Elas podem ser realizadas por meio do site www.hleventos.com. No endereço, o atleta conta com mais informações, como a retirada de kits, regulamento e percurso.

Os atletas que desejarem participar do evento tem até o final do mês de novembro para realizar a inscrição ainda no 1º lote (R$75,00), a partir de 1º de dezembro o valor da inscrição subirá para R$ 85,00 (2º lote).

ct_160

Na foto (de HL Eventos/Divulgação), competidores durante a corrida do ano passado.