O Handebol Taubaté colocou mais um troféu na sua rica galeria, conquistando a Taça Paulista, a primeira fase do Super Paulistão. A vitória na final sobre o grande rival Pinheiros deixa o time embalado para mais um Campeonato Pan-Americano.

Confira no material enviado por Ingrid Garcez, da assessoria de Imprensa do Handebol Taubaté.

O Handebol Taubaté/FAB/Unitau venceu no sábado, 12/05, a equipe E.C. Pinheiros. Em jogo válido pela final da Taça Paulistana (1° fase do Super Paulistão), o time taubateano ganhou por 34 a 30 em um total de uma hora e 33 minutos.

Com a vitória no clássico, o Taubaté foi campeão da Taça Paulistana e terminou a primeira fase do Super Paulistão com 100% de aproveitamento.

O técnico Marcus Tatá colocou em quadra a formação inicial com Rick, Cleber, Denys, Thiago, Guilherme Oliveira, Pará e Vinícius. Como já era de se esperar, a partida contra E.C. Pinheiros foi a mais disputada até o momento. O jogo foi equilibrado desde o segundo inicial, isso foi observado até na pontuação final da primeira etapa. Primeiro tempo se encerra com um empate no placar, por 14 a 14.

Já no segundo tempo, o Taubaté procurou aproveitar as pequenas chances e decidir o jogo nos detalhes de cada jogada. Abrindo vantagem, os taubateanos souberam levar a partida até o placar final de 34 a 30.

Para alcançar os 34 gols marcados na partida, o Taubaté teve os seguintes marcadores: Alemão (4 gols), André Silva (2), Thiago Santos (6), Cleber Andrade (3), Denys Barros (3), Guilherme Valadão (3), Marcos Santos (5), Rodrigo Quost (3), Vinícius Teixeira (2), Guilherme Oliveira (1) e Matheus Filho (2).

A rodada final da Taça Paulistana teve os três jogos disputado no ginásio Emecal. No primeiro, valendo a quinta colocação, o São Caetano venceu o São Carlos por 23 a 21. Depois, valendo o terceiro lugar, o São Bernardo fez 24 a 23 no Guarulhos.

cz_058

Destaque individual

O melhor jogador em quadra, o armador esquerdo taubateano Guilherme Valadão, valorizou a conquista: “A sensação de ganhar é sempre boa, ganhar um título em cima do Pinheiros é maravilhoso, mas nós temos que manter os pés no chão. Em duas semanas, estaremos jogando o Pan, que é nosso maior objetivo, e lá sim será importante ganhar. O título nos mostra que o trabalho está sendo feito da maneira correta e, mais do que isso, que o time está trabalhando de uma boa maneira. Muito feliz em ser campeão em casa, ver a torcida vibrando do jeito que vibrou.”

E sobre a escolha como o melhor em quadra, comentou: “Estou muito feliz. Depois de dois anos sem jogar, achei que eu demoraria muito para conseguir retomar um ritmo de jogo aceitável. Estou muito longe do meu melhor, mas ser eleito o melhor jogador em quadra pela segunda vez esse ano, mostra que as coisas estão sendo bem encaminhadas e que eu estou voltando.”

Para alcançar os 34 gols marcados na partida, o Taubaté teve os seguintes marcadores: Alemão (4 gols), André Silva (2), Thiago Santos (6), Cleber Andrade (3), Denys Barros (3), Guilherme Valadão (3), Marcos Santos (5), Rodrigo Quost (3), Vinícius Teixeira (2), Guilherme Oliveira (1) e Matheus Filho (2).

cz_059

Nas imagens (de Renato Antunes/Maxx Sports), o Taubaté festejando o título e um lance da partida.