No Brasileirão do futebol feminino, o São José recebe o baiano São Francisco, nesta quarta-feira, às 15h e uma vitória deixará o time reabilitado e bem posicionado antes da paralisação do campeonato durante a Copa do Mundo. Dois reforços estrangeiros serão atrações no Martins Pereira, onde a torcida entra com ingresso solidário.

O Brasileiro da Série A-1 tem 16 times se enfrentando em turno único. Depois, os oito melhores avançarão ao mata-mata das quartas de final, os quatro piores serão rebaixados à Série A-2 do ano que vem e os quatro restantes, apesar de eliminados, continuarão integrando a divisão de elite do futebol feminino nacional.

O campeonato já teve oito rodadas realizadas, restando sete, Santos (24 pontos), Corinthians (21), Flamengo (19), Internacional (18), Avaí-Kindermann (18) e Audax Osasco (16) já estão deixando a classificação bem encaminhada. Vitória-BA (10), Iranduba-AM (10), Ferroviária de Araraquara (10), por enquanto estão mais próximos das vagas restantes.

Disputando espaço na zona de classificação, São José (9), Foz Cataratas-Athletico Paranaense (9) e Vitória de Santo Antão (8) também estão ao alcance do primeiro time da zona de rebaixamento, o Minas Icesp-DF (7). Os três últimos, mais ameaçados: São Francisco-BA (4), Ponte Preta (2) e Sport Recife (0).

Como a 10ª rodada virá somente em julho, após a Copa do Mundo feminina, o São José tem a chance de voltar à zona de classificação e ainda sair do alcance dos ameaçados de descenso. No entanto, terá que vencer o São Francisco, que apesar da campanha ruim, é um concorrente antigo e também de tradição no futebol feminino.

O time

Na quarta-feira passada, quando visitou o Avaí-Kindermann e perdeu por 2 a 0, o São José já pôde contar com a meio-campista japonesa Natsumi Saito. Agora, a zagueira equatoriana Lígia Moreira também já está com a documentação regularizada e poderá estrear. Todavia, por expulsão, a atacante Thamirys e o técnico Cleber Arildo cumprirão suspensão automática.

A atacante Michele Carioca, a volante Edna Baiana e a zagueira Dulce seguem vetadas por contusão. O técnico Cleber Arildo, que no banco de reservas será substituído pelo assistente Mauri Saraiva, não antecipou a a escalação.

Em Santa Catarina, com a lateral-direita Poliana mais avaçada, o São José teve a seguinte formação Zany; Ana Martha, Vitória Bruna e Nath Rodrigues; Poliana, Rafa Soares, Natsumi, Carlinha e Thayane; Thamirys e Fernanda Tipa. Agora, para o lugar da suspensa Thamirys, Geisi e Fernanda Marques são as primeiras opções.

Adversário, arbitragem e ingresso

O São Francisco, do técnico Carlos Alberto dos Santos, vem de derrota em casa para o Audax, por 1 a 0. Em São Francisco do Conde, entrou com: Iza; Fran, Talita, Pipoca e Nathalia; Kocó, Vanessa, Camila Mehler e Piriquita; Joice e Pelé.

A arbitragem, do quadro paulista da CBF, terá: Thiago Luís Scarascati (árbitro), William Trufelli Malaquias (assistente 1), Patrícia Carla de Oliveira (assistente 2), Rodrigo Gomes Paes Domingues (quarto árbitro) e Marcelino Tomaz de Brito Neto (analista de campo).

Os jogos do São José no Martins Pereira têm ingresso solidário. O torcedor deve entregar um produto de higiene e limpeza.

cq_874

Na foto (de Gabriel Dantas/São José Futebol Feminino), Poliana em um treino.