Quarta colocada na Copa do Mundo da Rússia, a delegação da Inglaterra voltou para casa sem festa. Ao contrário dos jogadores da Bélgica, que foram recebidos por milhares de torcedores em Bruxelas, os ingleses não contaram com uma recepção calorosa no desembarque no Aeroporto Internacional de Birmingham neste domingo.

Os jogadores chegaram perto das 12 horas (de Brasília), horário do início da final do Mundial que terminou com a vitória por 4 a 2 da França sobre a Croácia. Segundo o jornal The Guardian, não houve uma festa oficial programada e os torcedores foram orientados a não irem ao aeroporto.

Mesmo assim, cerca de 400 fãs estiveram no desembarque para apoiar a delegação inglesa. Eles só puderam ver os atletas à distância, do lado de fora do aeroporto. A Associação de Futebol da Inglaterra (FA, na sigla em inglês) usou as redes sociais para agradecer o apoio dos torcedores e divulgou fotos dos jogadores no desembarque.

"Estamos de volta. Muito obrigado pelo apoio incrível durante a Copa do Mundo. Estamos ansiosos para mostrar nossa gratidão quando nos vermos em Wembley e no estádio de Leicester, em setembro", publicou a entidade no Twitter, se referindo aos próximos jogos da seleção.

Um dos mais festejados pelo pequeno grupo de torcedores separados pelas grades, o técnico Gareth Southgate exaltou a união do elenco inglês. "Eles foram a minha família nos últimos dois meses", disse o treinador ao jornal britânico Daily Mirror.

Na Rússia, os ingleses chegaram à semifinal da Copa do Mundo após 28 anos e, com o quarto lugar, igualaram a campanha da seleção de 1990. Se o título não veio, ao menos o centroavante Harry Kane pode comemorar, já que foi o artilheiro do torneio com seis gols.

A Inglaterra volta aos gramados no dia 8 de setembro para a estreia na Liga das Nações diante da Espanha, no estádio de Wembley, em Londres. Três dias depois, os ingleses encaram a Suíça em amistoso no King Power Stadium, em Leicester.