franca_copa_comemoracao_deixam_dois_mortos_romain_lafabregue_estadao

Festa da torcida em Paris temina em confusão 

Reprodução/Estadão 

Incidentes envolvendo torcedores foram registrados na noite deste domingo, em Paris, poucas horas depois da conquista do título mundial pela França, na Rússia. A polícia registrou confrontos e até depredação de lojas na avenida Champs-Elysées, um dos epicentros da comemoração dos franceses.

Os incidentes aconteceram à meia noite, no horário local (19h em Brasília), mas foram pouco numerosos, segundo a Chefia de Polícia de Paris. Os mais importantes haviam sido um confronto entre a polícia e torcedores que depredaram lojas da avenida Champs-Elysées.

Mais cedo, antes do jogo, um grupo de hooligans também foi objeto de repressão da polícia, que usou bombas de gás lacrimogêneo para dispersar os que forçavam a entrada da "Fan zone" do Champ-de-Mars, onde se situa a Torre Eiffel, outro local de forte concentração de torcedores durante e depois da final da Copa.

A França faturou seu segundo título mundial neste domingo ao vencer a Croácia por 4 a 2, em Moscou. Após o fim do jogo, a multidão francesa saiu às ruas, em uma celebração que perdurava já no início da madrugada desta segunda-feira, pelo horário local.

A comemoração foi organizada pelas autoridades públicas, que deslocaram 12 mil policiais e 4 mil agentes de Corpo de Bombeiros e de Serviços de Atendimento Médico de Urgência. Avenidas foram fechadas ao trânsito desde cedo e, com a conquista do título, a circulação de veículos foi ainda mais limitada.

A preocupação do Ministério do Interior é que a comemoração, que invadirá a segunda-feira, com a chegada dos campeões e o desfile em carro aberto, pudesse ser aproveitada por grupos extremistas para a realização de atentados - como aconteceu na festa nacional de 14 de julho de 2016, em Nice, no sul do país.