A nota enviada anteriormente continha incorreção no primeiro e no segundo parágrafos. O adversário da Croácia foi a Inglaterra e não a França. Segue a versão corrigida:

Cerca de 10 mil torcedores compareceram à Praça Central em Zagreb, na Croácia, para assistir em um telão a classificação histórica de sua seleção para a final da Copa do Mundo da Rússia após uma vitória por 2 a 1 sobre a Inglaterra na prorrogação, no estádio Luzhniki, em Moscou.

Os torcedores enfrentaram o tempo chuvoso na capital do país e não perderam a confiança, mesmo após a Inglaterra abrir o placar com Trippier no primeiro tempo. A esperança aumentou com o gol de Ivan Perisic na etapa final e todos foram ao delírio após Mario Mandzukic virar o jogo no segundo tempo da prorrogação.

"A Croácia está em uma final de Copa do Mundo. É sensacional. Milagre de todos os milagres na Rússia", gritou o narrador da televisão estatal croata HRT, Drago Cosic, quando finalmente o árbitro encerrou a partida.

Na praça em Zagreb, buzinas e fogos de artifício se misturaram aos gritos e choro dos torcedores, à bandeiras nas cores vermelha branca e azul, às centenas de sinalizadores e ao sentimento indescritível de ver sua seleção pela primeira vez avançar à decisão do principal torneio de futebol do mundo.

Enquanto os jogadores comemoravam no gramado de Moscou o feito histórico, os milhares de torcedores não arredaram o pé da Praça Central. Alguns invadiram o chafariz que havia no local. Outras centenas deixaram as suas casas com bandeiras nos carros e saíram buzinando pelas ruas de Zagreb, na capital croata, que deve seguir em festa noite adentro.