Ubatuba, muito conhecida por suas belezas turísticas e culturais, também tem uma bela história e arquitetura. Conhecer estes detalhes é uma ótima opção de passeio, além de suas praias e natureza exuberantes.

É  um dos quinze municípios paulistas considerados estâncias balneárias pelo Estado de São Paulo. Conheça abaixo 10 sugestões de turismo que valorizam as características da cidade, e são apropriadas visitação nas estações de outono e inverno.

A cidade de Ubatuba está localizada no litoral norte do Estado de São Paulo, distante 250 quilômetros da capital estadual. Limita-se ao norte com Paraty (Rio de Janeiro), ao sul com Caraguatatuba, a oeste com Cunha, São Luiz do Paraitinga e Natividade da Serra e a leste com o Oceano Atlântico. É cercada pela Serra do Mar e sua exuberante Mata Atlântica.

 

Pontos Turísticos

 

 

Praça Trópico de Capricórnio

Um ambiente de convívio social onde é frequente a prática de modalidades esportivas e culturais, destaque para as modalidades skate, paraquedismo, stand up padle, aviação, basquete ball e outras.

tropico_capricornio

Praça Trópico de Capricórnio

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ruínas da Lagoinha

As ruínas em pedra e cal da Fazenda Bom Retiro foram construídas no início do século 19. São remanescentes de uma Ubatuba próspera, por conta de seus portos e trabalho dos tropeiros que percorriam a estrada Ubatuba-São Luiz do Paraitinga. É tombada pelo Condephaat.

Atualmente as Ruínas da Lagoinha são recorbertas por densa vegetação, o que torna o espaço ainda mais interessante. Em 1989 o patrimônio histórico passou a ser administrado e mantido pela FundArt. O local tem sido cenário para filmes e ensaios fotográficos. Aberto a visitação.

Endereço: Fazenda Bom Retiro, próximo ao km 72 da rodovia Rio-Santos, sentido serra.

ruinas_da_lagoinha_ubatuba_sp

Ruínas da Lagoinha

 

Igreja Matriz – Paróquia Exaltação da Santa Cruz

É um patrimônio histórico de Ubatuba localizada no centro da cidade. Uma curiosidade é que seu altar tem a forma de canoa em homenagem a São Pedro Pescador. No coreto da praça em frente à igreja, aos domingos após a missa da noite, a Banda Lira Padre Anchieta se apresenta, e vale a pena também experimentar a pipoca com queijo, servida nos carrinhos locais.

Todos os anos no mês de julho, a comunidade da igreja realiza como evento principal a Festa do Divino Espírito Santo, evento que mistura religiosidade e cultura. Além da congada e da Folia do Divino, a festa é marcada por atrações como shows, bingo e barracas de alimentação, concentradas na praça da Matriz.

Endereço: Rua Dona Maria Alves, 125, centro.

igreja_matriz_exaltacao_da_santa_cruz_4

Igreja Matriz 

 

Ilha Anchieta

O Parque Estadual Ilha Anchieta (PEIA) protege a segunda maior ilha do Litoral Norte do estado de São Paulo. Possui 828 hectares, 17 km de costões rochosos e sete praias de águas cristalinas que combinam com o verde da Mata Atlântica, conferindo paisagem única.
Criado em 1977, o PEIA tem como objetivos: a proteção e conservação dos ecossistemas naturais, desenvolvimento de pesquisas científicas, a realização de atividades de educação ambiental e de recreação em contato com a natureza.

Oferecem caminhadas ecológicas e prática de mergulho. O público visitante pode apreciar também um rico patrimônio histórico cultural.
Os principais ecossistemas existentes no Parque são o marinho, floresta ombrófila densa, restinga e vegetação de costões rochosos, típicos do bioma mata atlântica. Há diversas espécies de aves, répteis e anfíbios.

ilha_anchieta_1

Ilha Anchieta

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Pico do Corcovado

O pico fica a 1.168 metros de altura, um dos pontos mais altos da Serra do Mar no litoral norte de São Paulo. São 8 km de trilha dos quais apenas o começo é feito em nível do mar. O caminho até o cume é ingrime, escorregadio e acidentado. A vista de cima do pico de 360º permite observar toda a região de Ubatuba e cidades vizinhas como Caraguatatuba e Ilhabela, além do Vale do Paraíba.

Os períodos de outono e inverno são os melhores para realizar a atividade, com temperaturas amenas e pouca chuva. A trilha até o cume é ingrime, escorregadia e acidentada.

Agendamento: Parque Estadual da Serra do Mar Picinguaba

corcovado11

Vista aérea - Pico do Corcovado

 

Sobradão do Porto

O Casarão do Porto oferece espaço para exposições de arte, artesanato, fotografia, oficinas culturais, cursos e concursos que incentivam a produção artística, o resgate e valorização da cultura caiçara e suas tradições. Foi erguido em 1846, pelo armador Manoel Baltazar da Cunha Fortes, conhecido como Baltazar, que veio ao Brasil em 1808 junto com a Côrte portuguesa. Aqui foi fazendeiro de café e proprietário de uma área muito extensa, uma das maiores da região. Concluído em 1.846. Tombado pelo patrimônio histórico.

Endereço:Praça Anchieta,38 – Centro
Horário de Funcionamento: de Segunda a Sexta / 8h às 12h – 14h às 18h
Telefone: (12)3832-7733

sobradao_do_porto_1

Sobradão do Porto

 

Casa da Farinha

Produtores locais da mandioca utilizam o local, que também é ponto histórico restaurado. No local já funcionou um engenho de cana de açúcar no início da colonização do país. As ruínas têm uma roda d ́água e ferramentas necessárias para a fabricação de farinha de mandioca.

Endereço: Sertão da Fazenda- estrada secundária de 2,3 Km a partir do Km 12 da Rodovia Rio-Santos.
Horário de Funcionamento: local aberto.

casa_da_farinha_2

Casa da Farinha

 

Cadeia Velha Ubatuba

Atualmente funciona o Museu Histórico Washington de Oliveira. Projetada por Euclides da Cunha, autor da famosa obra "Os Sertões", a construção é considerada a primeira de linhas modernas de Ubatuba no século 20.” Em 2001, foi reconhecida como Patrimônio Histórico Municipal e passou a ser a sede do Museu Histórico de Ubatuba. Endereço: Praça Nóbrega, 8, centro.

Horário de Funcionamento: de Segunda a Sexta / 8h às 12h – 14h às 18h
Telefone: (12)3832-7000

cadeia_velha_museu_2

Museu Histórico Washington de Oliveira - Cadeia velha

 

Padre Anchieta

Ubatuba é um dos locais mais citados nas biografias de Anchieta. Foi onde o padre jesuíta desembarcou, em 1563, onde ficou de maio a setembro como refém dos índios tupinambás da região. Nesse período, compôs um poema escrevendo-o nas areias da praia. Memorizava os versos e passava-os depois para o papel. O “Poema à Virgem” tem mais de 4.000 versos.

 Endereço: Avenida Iperoig, centro de Ubatuba, próximo a praia do Cruzeiro sentido ao Farol.

ubatuba_historia_estatua_padre_anchieta

Estátua Padre Anchieta

 

Barra dos Pescadores

A Barra do Rio Grande ou Barra dos Pescadores é um dos três pontos principais de desembarque de pescados e porto para as embarcações de pesca. Compondo a barra encontra-se a Ilha dos Pescadores onde fica localizado o Mercado Municipal de Pescados e a sede da Colônia de Pescadores Ministro Fernando Costa.

Historicamente ao longo do século 18, a produção agrícola de São Paulo cresceu e a Baía de Ubatuba se transformou no mais movimentado porto da Capitania de São Vicente. 

Endereço: Rua Jucelino Monteiro.

ilha_dos_pescadores_ubatuba_1

Barra dos pescadores