No dia 28 de março, uma nova via de escalada foi aberta nos 320m mais negativos da parede amarela da face norte da Pedra do Baú, em São Bento do Sapucaí. É reconhecido o trecho mais vertical e negativo da montanha considerada ícone do montanhismo paulista. Ele explica que desta vez realizou escalada estilo cápsula.

Em entrevista ao Meon, Frechou contou que até a noite anterior da escalada foram dias com muita chuva na região, o que dificultou a progressão na pedra. Em dois dias Frechou escalou a via das Abelhas, atravessou pelos tetos da “No Olho do Furacão” e, no terceiro dia entrou em terreno desconhecido. Mais acima, cruzou 15 metros de uma via que nunca havia passado e voltou para terreno novo até o topo.

Nas semanas e até a noite anterior ao início da escalada, choveu muito em toda a região. Isto dificultou muito a progressão na pedra e atrapalhou a abertura de uma rota totalmente independente.

Saiba sobre o início desta escalada que Eliseu Frechou realizou.