Envie sugestões para circuitoturisticormvale@meon.com.br

Areias

Fio marrom turismo circuito turistico

Fio marrom turismo circuito turistico

Fazendas históricas e cachoeiras encantam os visitantes

areias_fazenda_vargem_grande_foto_victor_hugo_mori_secretaria_de_cultura_estado

O município de Areias está localizado no Vale Histórico, na Serra da Bocaina, perto da divisa com o Rio de Janeiro. Foi a primeira cidade a cultivar o café na região e viveu o auge da riqueza da região.

Areias preservou seu patrimônio histórico e manteve a atmosfera amistosa de seu povo hospitaleiro, cuja cultura é marcada pelas tradições tropeiras.

Quem visita a cidade não pode deixar de conhecer as histórias dos prédios localizados no centro da cidade, como o Solar Imperial, que serviu de pouso para Dom Pedro I durante a viagem que resultaria na proclamação da independência do Brasil, em 1822.

Igreja Matriz é outra construção que merece ser visitada. A obra do prédio começou em 1792 e só foi finalizada em 1874. Com 1.100kg e 1,5m de altura, o sino da igreja pode ser ouvido a longa distância.

Além do rico patrimônio histórico, o município possui muitos atrativos naturais, entre eles, a Represa do Funil e as cachoeiras da Caroba, do Inácio e do Quilombão.

Fio marrom turismo circuito turistico

Prefeitura de Areias

 

areias_queda_d_agua_pousada_da_fazenda_sitio_velho 

História 

Areias surgiu inicialmente como Freguesia, em janeiro de 1748 com o nome de Santana da Paraíba Nova,  e servia de pouso para os tropeiros que seguiam de São Paulo e Minas Gerais para o Rio de Janeiro. 

Os fundadores eram moradores de Resende, destacando-se entre eles o Padre Joaquim José da Silva e o Capitão-mor Gabriel Serafim da Silva.

O casario colonial da cidade revela a sua pujança no século XIX


São considerados como seus primeiros povoadores Joaquim Lopes Guimarães, Bento Leme de Camargo, João Ferreira de Souza, Joaquim de Siqueira e Mota e Antonio de Vilas Boas e Silva. 

Em 1801, ganhou a denominação de Distrito de Paz. Foi elevada à categoria de cidade em 24 de março de 1857, passando a denominar-se Areias.

No ano de 1838, a cidade foi pioneira na plantação de café e chegava a produzir 100 mil arrobas. 
Areias chegou a ser anexada à província do Rio de Janeiro durante a Revolução de 1842, mas já em 1843 retornava à condição de cidade do estado de São Paulo. O município tinha dois jornais: O Areiense e o Mosquito, que mostram aspectos do dia-a-dia da cidade.

O escritor Monteiro Lobato exerceu o cargo de Promotor Público do ano de 1907 a 1911. 

O casario colonial da cidade revela sua pujança no século XIX. No início do século XX, com a decadência do café, a cidade  foi perdendo sua opulência de cidade progressista. 

Areias

o_que_conhecer_vermelho_2

Raio X

Prefeito
Paulo Henrique de Souza Coutinho


População
População estimada [2017]: 3.879 pessoas 
População no último censo [2010]: 3.696 pessoas

Trabalho e Rendimento
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2015]: 1,8 salários mínimos 
Pessoal ocupado [2015]: 414 pessoas
População ocupada [2015]: 10,7 %

Educação
Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]: 96,8 % 
Ideb – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]: 5.4 
Ideb – Anos finais do ensino fundamental [2015]: 4.5


Economia
PIB per capita [2015]: 9.541,96 R$ 
Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]: 93,3 % 
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]: 0.697

Saúde
Mortalidade Infantil [2014]: óbitos por mil nascidos vivos 
Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]: 3 estabelecimentos

Fonte: Portal IBGE e Portal da Prefeitura de Areias

Hino

Escondida entre o Vale
Á margem do Paraíba
De beleza natural
De paisagem criativa
Estás ligada ao criador
Com Glórias do Céu
Consagram tua existência
Sant`Ana e São Miguel
Esperança sempre viva
Luz em cada amanhecer
Orgulho de cada filho
Um mistério a saber
Areias, de montanhas e lindos verdes
De pequenas maravilhas
Onde se espelha a paz
Areias, pedaço do Brasil
De pequenas poesias, rimas e Versos de harmonia
De Passado importante
De nomes tão exaltados
Ainda ficam na memória
E em todo canto da cidade
Para vida do império
Simbolizando o amor
És marca na Independência
Caminho do Imperador
Teus casarões ainda existem
Comprovam o teu poder
Conclamam tua grandeza
Eternizam o teu viver
Areias, começo de riqueza
Hoje vive de silêncio
Encoberta de Beleza

Letra e melodia:
Heber Alves de Camargo

Fio marrom turismo circuito turistico

Banner Circuito Turistico RMVale Turismo